Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

150 anos de caminho-de-ferro em Portugal

No ano em que se comemoram 150 anos de caminho-de-ferro em Portugal, estou a fazer uma redescoberta. Depois de ter usado em Setembro o Alfa Pendular para ir visitar à capital uma exposição ao Museu Nacional de Arte Antiga, eis que usei o comboio, no passado dia 6 de Outubro, para ir a Vila Nova de Foz Côa. Com partida de Campanhã às 07h30 e chegada ao Pocinho às 10h30, faz-se em 1.ª classe, por € 26,50, uma viagem espectacular. No Pocinho aguardam-nos

carreiras para várias localidades. Se optarmos pela de Vila Nova de Foz Côa, ao fim de poucos minutos e de € 1,40, estamos numa linda e jovem cidade (desde 1997). Temos tempo para uma visita cultural, para almoçar e para fazer a caminhada digestiva, pois a camioneta de regresso parte da central de camionagem às 16h30. O comboio, esse parte às 17h30 e às 20h30 estamos de novo em Campanhã. Dito isto, tenho de acrescentar que não irei perder a iniciativa "Quem move carris",

da CP e da REFER e que consiste em nos presentear com duas mostras: uma na estação de Campanhã e outra no Palácio da Bolsa, ambas até ao final de Outubro. Para documentação acessória, tenho à minha frente O PRIMEIRO DE JANEIRO de 10 de Outubro de 2006 e a REVISTA HISTÓRIA N.º 90 de Outubro de 2006.

Esta é uma viagem que recomendo. Não me saem da memória as imagens que retenho e

que gostaria de partilhar convosco.

Já agora, a título de curiosidade, sabem quem foi o construtor da ponte que se encontra na foz do rio Côa? Fiquem com esse desafio...

Saudações turísticas do Francisco.

3 comentários

Comentar post