Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Pela ruralidade - XCV (Velhos?)

Quando se tem vinte anos olhamos para os trintões e quarentões com distanciamento pois já os consideramos velhos. E então se se olhar mais além para os de cinquenta e sessenta então esses são uns velhadas.

Tudo é relativo e o estatuto de “velho” tem várias cambiantes. A verdade é que ninguém parece assumir essa fatalidade, a não ser por brincadeira, senão vejamos. Há dias apreciei esta no ginásio que vou frequentando; dois aparentemente conhecidos estavam numa troca trivial de conversa quando um diz para o outro: eh pá, estás a ficar velho!... O outro com sentido de humor retorquiu: ó fulano, estás a dar-me um elogio do camano!... Eu a pensar que já estava velho e tu a dizer que “estou a ficar velho”. Uma outra peripécia me ocorre também. O Papa Paulo VI morreu em 1978.  Pois lá na minha aldeia alguém deu a notícia no centro cívico como eufemísticamente gosto de dizer. Uma senhora indagou a idade do falecido, 81 disse o noticiador. Ah, ainda não era velho, retorquiu a senhora cuja idade andava por aí.

Na casa de família onde nasci, enquanto jovem sempre me habituei a ver num quadro suspenso numa das paredes da sala, os meus avós paternos, que não conheci. E a imagem que sempre formulei e que retive até há pouco, era que eram uns velhos, ele de bigode e correntes ao peito e ela de saia comprida e cordões. Pois quando indaguei a idade que teriam os meus avós quando tiraram a foto fiquei estupefacto, como é que eu alimentei durante anos ver ali uns “velhos”!  Ela de 38 anos e ele 48. O hábito faz o monge, certamente que também aqui tem uma forte carga, mas não justifica tudo.

Afinal velhos são os trapos, ou às tantas nem esses!...

 

 

  (antonio)

4 comentários

Comentar post