Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Olhar o Porto - CIV (O Porto barroco e as esplanadas)

Estava marcado o encontro na Praça Parada Leitão junto ao conhecido Café Piolho. As manhãs de domingo na cidade são um convite para a conhecer, tudo sereno, trânsito diminuto, anda-se à vontade.

A concentração dos interessados em ouvir Germano Silva foi num dos locais mais emblemáticos da urbe. À vista desarmada, olhando 360º à volta avistamos as igrejas das Carmelitas e do Carmo, o belo edíficio da Universidade, a torre dos Clérigos e a antiga cadeia da Relação, edifícios do barrôco. No meio destas  referências históricas eis que alguém se lembrou de construir uma bateria de esplanadas, em palanque, neste local em frente a vários estabelecimentos de café, que agora tiveram um "não" do IPPAR e parece que têm de ir abaixo. Fico abismado, ou talvez não, (já abordei isto aqui noutras alturas) como é que a Câmara aprovou aquilo. Mais como é que os entendidos na preservação histórica da cidade desenharam aquelas "esplanadas". Bem só espero que o IPPAR leve a coisa até às últimas consequências e que chame a terreiro quem deve ter dito "faça-se". A preservação à envolvente histórica deve a todo o custo ser mantida.

Seguimos para a  Igreja de S. Bento da Vitória, onde nunca tinha entrado, com grande monumentalidade quer em pedra quer em talha dourada. Mais abaixo com passagem por S. João Novo a também imponente Igreja da Misericórdia na Rua das Flores. E aqui dei por findo a visita à cidade devido ao adiantado da hora, pela terceira vez consecutiva tive que me ausentar para não chegar a casa a deshoras. Nestas visitas há sempre a sabedoria de Germano Silva e as suas dicas sempre uteis como aquela data numa padieira de uma habitação no Largo de S. João Novo (16.. @). O significado do @ no fim da data indica "ano do senhor". Esta informação foi-me útil pois andava a tentar descodificar uma data com esta semelhança.

 

 

  (antonio)

1 comentário

Comentar post