Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Pela ruralidade - LXIV (Fruta com bicho)

 

Se eu disser que ando a comer maça com bicho provocarei nos eventuais leitores comportamentos diferenciados. Assim, se para uns sairá um ai que nojo, para outros o entendimento é diferente, sabem os benefícios da cultura biológica. Hoje nada vinga sem tratamentos, é uma realidade, mas ao menos que a protecção traga os menores malefícios possíveis.

Com a entrada de Portugal na Comunidade europeia e o consequente escancarar das fronteiras o que era impensável tornou-se uma realidade - chegada da fruta e hortícolas dos pontos mais longínquos do Globo como sejam Nova Zelândia, África do Sul, Chile ou aqui também da nossa vizinha Espanha. Chegou-se a dizer que a IP5, hoje A 25 que liga Aveiro a Vilar Formoso foi construída para que os produtos da Europa chegassem mais depressa ao litoral do nosso país. Claro que o contrário também é válido mas como sabemos que Portugal importa mais do que exporta!... Fruta que não é amadurecida pelas leis da natureza mas a poder de forçagem quer das condições climatéricas (estufas) quer de fortes fungicidas.

Agora temos fruta normalizada, envernizada a encher o olho das madames dondocas, mas sem sabor. Vejamos os morangos grandes como batatas mas insabidos!...

Quando era criança como eu recordo o cheirinho da fruta que era amontoada numa sala para ser vendida a esmo!

 

 

  (antonio)

8 comentários

Comentar post