Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Saudosa retrospectiva

Hoje levei uma murraça no estômago, fiquei por uns instantes KO mas aguentei-me e segui em frente.

A gente já não está em idade para virar o mundo ao contrário, daí vamos aceitando sem grandes queixumes as cambalhotas que a vida nos proporciona. Se um tipo tropeça e cai, se caiu bem levanta-se e desabafa, sorte a minha, não espatifei as canetas. À parte os tropeções da vida que se vão solucionando há também um parar, olhar para a carruagem de trás, ver o que foi feito por mim e pelos outros e como foi. Nesta retrospectiva há um abanão, um calafrio que nos percorre a espinha. E assim neste quadro sentimos como a vida é fugidia.

Estava no youtube e casualmente aparece-me um vídeo que me fez recuar aos meus tempos menos maduros. Era Nana Mouskouri, cantora grega com a sua voz melodiosa e a pose que era um mimo com os seus óculos, imagem de marca, aros de massa inconfundíveis. Percorri as suas várias canções que me deixaram mais jovem por uns momentos, seguramente 40 anos. Depois lembrei-me de ver o que dizia a Wikipédia sobre esta charmosa que era um dos meus ídolos. E aí esmoreci com o tal supetão que falei no início, quão fugaz é a vida! A pivot que me enlevou nasceu no ano de 1934. Bolas, tem mais dez anitos do que eu!... Rejeito ver a sua imagem actual, quero preservar a minha memória da cantora.

 

 

  Ant.Gonç. (antonio)