Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

A justiça

Com a notícia da descoberta de um estripador que alegadamente matou tres prostitutas há cerca de 20 anos a nossa justiça ficou entalada. Nada pode fazer por crimes que prescreveram ao fim de 15 anos. Mais uma vez os políticos que fazem as leis deixam que isto aconteça.

Noutros paises como nos Estados Unidos não há prescrições para ninguém, veja-se o caso daquele indíviduo que nesse país fez miséria há 40 anos e que agora foi descoberto em Portugal, só não foi extraditado por ter já nacionalidade portuguesa. Mesmo assim as autoridades americanas continuam no pedido do foragido.

Claro que entre nós as prescrições dão bom jeito aos crimes de colarinho branco, indo à boleia  outros dos pés rapados.

 

 PS: O nosso país foi sempre um facilitador. Estou a lembrar-me quando chegava dinheiro a rodos da CEE de fundos comunitários, muitos iam para projectos na agricultura que só tinham um vínculo durante cinco anos. Após isso os projectos podiam ser vendidos , abandonados, ou simplesmente desbaratados. E quem diz na agricultura também aconteceu noutas áreas.

 

 

 

 

  (antonio)