Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Sobre CINEMA

Pensei que seria interessante criar, neste blog, um espaço direccionado para o Cinema, Teatro, bailado,etc.

Todos estes temas se cruzam num parâmetro comum: TROCA de informações; de opiniões.

Assim sendo, peço a todos que, quando forem a uma sessão de cinema ou doutro tipo de espectáculo que considerem válido e útil, por favor,  partilhem connosco, para que outros possam também desfrutar do mesmo.

E começo por fazê-lo, isto é, partilhar convosco a minha opinião sobre um filme que vi, sem cair no erro de contar-vos o enredo...

Um grupo de seis mulheres, que cantam no mesmo coro resolveram ir ver "COMER, ORAR e AMAR" ( com a Julie Roberts). Já é habitual que o livro (no qual se basearam para o filme) seja melhor que o referido filme. Tudo bem. Não vamos analisar isso agora ( As diferentes sensações e emoções sentidas aquando duma leitura ou ao vermos um filme).

Gostei imenso e acreditem que as três horas de cinema voaram! Pecará por ser um  pouco comercial, mas que querem?

Tem a ver com a procura de estabilidade e a procura de Deus.

Se puderem, não deixem de ir ver.

Já agora , acrescento que também me foi recomendado por duas pessoas ( uma do sexo feminino e outra do masculino) "É A VIDA".

Sou fã de cinema de preferência bom!!!... Ajudem-me, recomendando-me bons filmes, ok?

Esforcem-se continuadamente por serem FELIZES.

 

Um abraço de

Maria da Graça

Política

 

É uma afronta. É uma falta de respeito. É um despudor completo. É um falta de consciência. É desolador. É revoltante. É uma péssima imagem e um péssimo exemplo do que é governar com igualdade e com justiça. Este entendimento entre governo e o maior partido da oposição sobre a intenção de não penalizar os salários dos funcionários das empresas intervencionadas pelo Estado é uma valente bofetada na cara do povo português. Anda toda a gente a dormir? Não, claro que não anda. Não há em Portugal autoridade que impeça esta afronta? Qual é o órgão de soberania que tem por obrigação fiscalizar os actos do poder executivo, vulgo governo? É um verdadeiro regabofe... É um fartar vilanagem... É um salve-se quem puder... Quo vadis Portugal?

 

PÚBLICO