Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Curiosidades da História

D. João VI  aqui no Porto ficou perpetuado com uma estátua equestre na Praça de Gonçalves Zarco, vulgo rotunda do  Castelo do Queijo (estava num pedestal de boa cantaria granítica mas com as obras no local do “Porto 2001” foi colocada em cima duma tábua de dar a ferro como já disse Helder Pacheco ou noutra versão de Rui Moreira, em cima de uma paragem de autocarro). Há facetas na envolvência da vida deste rei que nos deixam boquiabertos. A sua mulher D. Carlota Joaquina fez-lhe a vida negra, gostava de dar umas facadinhas, nos tempos de hoje diz-se eufemisticamente, rapidinhas!... Claro que as relações do casal eram de cortar à faca de tal maneira que quando o coche do soberano se aproximava do da sua mulher nas estradas que levavam ao Palácio de Queluz, D. João gritava para o cocheiro:
- Volta para trás! Vem aí a puta!
 

PS: Os reis  também tinham as suas fraquezas, não tinham só o espírito guerreiro que aprendemos na escola. Já aqui abordei as mariquices de D. Pedro.

 

   Fiquem bem, antonio