Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Ecos da Escola IV

Nos tempos que correm fala-se muito na indisciplina na escola agora no auge com o caso da escola Carolina Micaelis. Em debates informativos as televisões e a Internet têm espiolhado até ao tutano a falta de autoridade. Aquele vídeo que tem entrado em nossas casas dezenas de vezes teve a vantagem de despoletar situações adormecidas na vivência do mundo escolar. Se há alguém que não deve ter gostado de toda esta publicidade foi certamente o Ministério da Educação que deve sentir as orelhas a arder com toda a contestação ao estatuto do aluno pelos mais eminentes sociólogos e técnicos de educação. Até os mais fervorosos apoiantes deste governo como Jorge Coelho, no programa Quadratura do Círculo da Sic Notícias pôs bem a nu que há problema na escola entendida esta como a comunidade educativa, governantes e governados. Não são pois questões pontuais como quer fazer crer o Ministério da Educação e com aquela tirada menor da ministra que há aqui um aproveitamento político. Dando de barato que isso também aconteça, o problema é mais fundo.

O mais grave é que estes casos vão continuar a ficar abafados pois está dito preto no branco que o professor bem como a escola acabam por ser penalizados se forem comunicados às hierarquias ou à Polícia.

 

Estou a interiorizar em termos comparativos a disciplina que havia na escola da minha meninice. Eu sei que os tempos agora são outros, mas que há algo a fazer parece evidente.

 

  Fiquem bem, antonio

Surpresa musical IV


Quero convidar-vos uma vez mais, meus amigos, para ouvirem o trabalho de um colega nosso. Acho que não darão por perdido o pouco tempo que gastam a apreciar. E depois não se esqueçam de tecer alguns comentários pois trata-se de um colega nosso que nos tempos conturbados que correm ainda tempo para produzir coisas como esta. O que ouvirão é um original cuja reprodução está devidamente autorizada pelo seu autor. Boa audição. Saudações musicais do Francisco.