Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Comemorações

150 anos dos caminhos de ferro!

 

50 anos do Palácio de Cristal, versus pavilhão dos desportos, versus pavilhão Rosa Mota, versus.......

 

Que vilões terem destruído aquele magnífico palácio - esse sim podia galhardamente ter essa designação!

É uma vil tristeza que se destrua aquilo que de melhor tínhamos! Mas os erros não ficam por aí,  nos nossos dias continua a saga do fazer mal... Vejam só as intervenções que se têm feito na cidade que qualquer mestre de obras não qualificado faria melhor. Querem exemplos: o jardim da Cordoaria, o da Praça das Flores, Praça dos Leões; um túnel feito aos zigue-zagues entre Fernão de Magalhães e a citada praça, proíbido a peões mas que continuam a transitar, pois claro. A Praça dos Poveiros, da Batalha e aquela que doi mais a Avenida dos Aliados.

Se  quisermos ser mais cáusticos, para que serve aquele edificio pomposamente apelidado de transparente no Castelo do Queijo! E aquele parque subterrâneo! E a estátua equestre em cima duma paragem de autocarro (alguém já disse, em cima de uma tábua de passar a ferro). Logo ali à ilharga, em Matosinhos o chamado "Passeio do Atlântico" feito em blocos de granito muitos, mesmo muitos já partidos! Então agora não há quem faça obras com cabeça, tronco e membros ou só fazem obras de caca!...

Aquele abraço, antonio

.

 

150 anos de caminho-de-ferro em Portugal

No ano em que se comemoram 150 anos de caminho-de-ferro em Portugal, estou a fazer uma redescoberta. Depois de ter usado em Setembro o Alfa Pendular para ir visitar à capital uma exposição ao Museu Nacional de Arte Antiga, eis que usei o comboio, no passado dia 6 de Outubro, para ir a Vila Nova de Foz Côa. Com partida de Campanhã às 07h30 e chegada ao Pocinho às 10h30, faz-se em 1.ª classe, por € 26,50, uma viagem espectacular. No Pocinho aguardam-nos

carreiras para várias localidades. Se optarmos pela de Vila Nova de Foz Côa, ao fim de poucos minutos e de € 1,40, estamos numa linda e jovem cidade (desde 1997). Temos tempo para uma visita cultural, para almoçar e para fazer a caminhada digestiva, pois a camioneta de regresso parte da central de camionagem às 16h30. O comboio, esse parte às 17h30 e às 20h30 estamos de novo em Campanhã. Dito isto, tenho de acrescentar que não irei perder a iniciativa "Quem move carris",

da CP e da REFER e que consiste em nos presentear com duas mostras: uma na estação de Campanhã e outra no Palácio da Bolsa, ambas até ao final de Outubro. Para documentação acessória, tenho à minha frente O PRIMEIRO DE JANEIRO de 10 de Outubro de 2006 e a REVISTA HISTÓRIA N.º 90 de Outubro de 2006.

Esta é uma viagem que recomendo. Não me saem da memória as imagens que retenho e

que gostaria de partilhar convosco.

Já agora, a título de curiosidade, sabem quem foi o construtor da ponte que se encontra na foz do rio Côa? Fiquem com esse desafio...

Saudações turísticas do Francisco.

Recordar é viver

      Retomando a iniciativa de ir buscar ao baú algumas fotos para recordar, aqui está a que regista o encontro do 32.º aniversário de curso. Esta cerimónia foi realizada no dia 13 de Setembro de 2003 na Igreja do Santíssimo Sacramento, à rua Guerra Junqueiro, no Porto, presidida pelo Padre Jorge, nosso professor na EMPP. Recordar é viver, não é? E se quiseres recordar mais, podes aceder a http://fotos.sapo.pt/ . Basta fazeres o LOGIN e terás muitas fotos para recordar... Já sabes que para fazeres LOGIN precisas de ter um endereço no sapo. Basta criar algo parecido com ....@sapo.pt

Dia Mundial dos Correios

Dia Mundial dos Correios

      Aproveitando esta efeméride, é hoje o dia de explicar a razão pela qual os Correios de Portugal se identificam com a sigla C T T . Assim, estas iniciais querem dizer:

C=correio; T=telégrafo;T=telefone

      E o engraçado da questão é que se arranja com isto uma carga de trabalhos para explicar uma coisa que já não existe - o telégrafo. É que, na minha opinião, é bonito recordar o código Morse, os sons que o mesmo produzia e a sua propagação pelos fios. Recordar também é viver, não é?

Saudações telegráficas do Francisco.

VISITA AOS TÚNEIS DO PORTO

Não, não são os túneis do metro.

São obras d´arte condutoras de água para as fontes da cidade antes de se falar em água canalizada ao domicílio.

Então dia 28 lá estaremos na Praça Nove de Abril, vulgo, Arca d´Água, conforme já foi noticiado aqui no blog.

Podes inscrever-te aqui  ou ligar a Franc., o dinamizador desta toupeirada.

Para já podes visionar http://jn.sapo.pt/2006/10/06/porto/descida_primeiro_tunel_escavado_port.html

Já sabem, tragam roupa adequada e as galochinhas. A claustrofobia pode ficar em casa!...

(um pontual toupeiro, antonio)

MEMÓRIAS DE VIAGEM

         Seguindo viagem rumámos a Postdam, local de reunião entre os líderes dos EUA, da Inglaterra, França e Rússia, onde no pós guerra se dividiram pelos quatro países os territórios da Ex-Alemanha nazi.  O inolvidável Palácio de Sansoussi, com maravilhosos jardins que circundam toda a parte do palácio  e residências, a passagem do Bairro Holandês, com habitações rigorosamente iguais às do país de origem, são locais de visita obrigatória

.