Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

"FALAR DO PORTO"

As obras na cidade do Porto têm sofrido forte contestação pela maneira como têm sido realizadas a partir da intervenção “Porto 2001”. Atentados a um equilibrado urbanismo são constatados pelo cidadão comum. Um desbaratar dos dinheiros com intervenções que nada têm a ver com o bem público – edifício transparente, estátua equestre de D. João VI colocada em pedestal que mais parece uma paragem de autocarro, destruição dos jardins ou requalificação como eufemisticamente dizem os arquitectos, etc. Nesta lista podemos englobar a edificação da “Casa dos 24” junto à Sé. Ao projecto do arquitecto Távora o IPPAR colocou sérias reservas, só ultrapassadas pela intervenção do arquitecto Sisa Vieira, é dos jornais.
Temos agora uma obra inacabada há meses – a saída do túnel de Ceuta na Rua D. Manuel II que certamente já estaria finalizada se Rui Rio tivesse entregue o projecto ao referido arquitecto cuja argumentação parece convencer o IPPAR (veja-se também a aprovação das obras na Baixa portuense da autoria deste arquitecto, muito criticadas). A cidade ficaria a ganhar, neste caso, com a conclusão do túnel.

antonioduvidas