Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Dia Europeu do Vizinho

Em termos religiosos há o dia de todos os santos, mas como se isso não bastasse em cada dia do ano o calendário religioso celebra o dia do santo tal…
A sociedade civil também arranjou maneira de a troco de tudo ou de nada instituir dias para tudo e mais alguma coisa. O dia de hoje “Europeu do Vizinho” é para mim motivo de alguma reflexão. Como me considero um citadino com raízes na ruralidade sou confrontado por isso mesmo com uma dualidade ao encarar a vizinhança. A proximidade no meio rural é como já aqui abordei num post anterior, uma família alargada, onde se ao anoitecer se ouvir um espirro no centro cívico da aldeia, na manhã seguinte toda a gente sabe quem está constipado. Na minha aldeia, apesar do povoamento ser muito disperso, assim acontece.
No meio urbano, ao contrário, o afastamento humano é de tal isolamento que os vizinhos quando muito fazem um cumprimento, não direi frio mas inexpressivo, quando se encontram no elevador do prédio. Eu não sou propriamente um extrovertido, até serei mais o contrário, no entanto faço um esforço por entrar no espaço dos meus vizinhos mais próximos. Mas quando sinto que da outra parte não há abertura, não forço a barra, fico-me pelo “bom dia”! Claro que essa atitude no meio urbano pode ter uma razão no  sentimento de auto-defesa quando não se sabe as origens, comportamentos, etc. dos nossos vizinhos. Se bem que essa explicação pode ser redutora, pois do maior conhecimento de todos melhorará a auto-defesa tão necessária na actualidade.
Bem, não vou acabar o dia de hoje sem dar um cumprimento com sorriso facial ao vizinho mais sisudo!...
 

 

   Fiquem c/boa vizinhança, antonio