Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Os S. Joões do Porto

O historiador Artur de Magalhães Basto diz que Fernão Lopes ao tempo do rei D. Fernando já refere o S. João do Porto.

Citando Almeida Garrett diz que no Porto em 1849 havia três S. Joões

          - S. João de Cedofeita, o republicano;

          - S. João da Lapa, o malhado;

          - S. João do Bonfim, o realista.

Segundo o mesmo historiador o da Lapa era o mais importante. O S. João do Palácio , Foz e Fontainhas ( aqui no link, a fonte da imagem ainda lá está mas já não deita o caudal que se vê. Pormenor histórico da indumentária das mulheres, rodilhas na cabeça e canecos para o transporte da água), apareceram mais tarde.

     Orvalhadas são rendas                                  

     Do bragal dos pobrezinhos                            

     O Senhor também dá prendas                       

     A quem dorme nos caminhos                          

     (JN de 1931)

 

Eu tenho mais liberdade

Que o balão no firmamento

Eu ando à minha vontade

E não ao sabor do vento...

       (JN de 1977)                                                       

2 comentários

Comentar post