Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Olhar o Porto - CCX(Passeio natalício)

Desta vez a visita teve o patrocínio da Santa Casa da Misericórdia do Porto e foi orientada por dois conhecedores da urbe, Germano Silva e Joel Cleto, que sabem tudo sobre a cidade. São dois comunicadores de excelência que arrastam multidões de interessados em conhecer mais o Porto. Logo ali na praça Carlos Alberto que também já foi conhecida por praça dos ferradores e das caixas. Ferradores, como o nome indica era local a partir da porta do Olival (uma das portas mais importantes da muralha Fernandina) de saída para Guimarães, Vila do Conde, Barcelos etc. Praça das Caixas, pois no séc. XIX os emigrantes que iam para o Brasil, e eram muitos, mandavam ali fazer as caixas onde levavam os pertences.

A seguir o numeroso grupo passou pela Cordoaria e à frente a Igreja das Taipas, onde pela primeira vez entrei, pois está quase sempre fechada. Tem um lindo presépio para ser observado com mais tempo. Igreja dos Clérigos e depois praça Guilherme Gomes Fernandes que já foi de santa Teresa onde por ali existiu o mercado do pão. O mercado do Anjo também existiu nas imediações da Igreja dos Clérigos.

Praça da Liberdade que também já se chamou praça nova e de D. Pedro, antes da abertura da Avenida dos Aliados. Ali a estátua do guerreiro romano a que se designou chamar – o Porto – foi também dissertado pelos historiadores, símbolo da força que a cidade sempre demonstrou. Uma curiosidade, há cem anos foi aberta a avenida dos Aliados e a capela dos três reis magos, foi apeada, comprada e levada de comboio para Trás-os-montes onde foi erguida na Pocariça.

Como a hora já ia adiantada, desenfiei-me, utilizando um termo militar, pois o terminus da visita era na igreja da Misericórdia, rua das Flores, que tem a bela fachada de Nicolau Nazonni.

(A imagem é da igreja dos Clérigos)

 

Ant. Gonç. (antonio)

DSC00420.JPG