Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Magistério6971

Os autores deste jornal virtual apresentam a todos os visitantes os seus mais cordiais cumprimentos. Será bem-vindo quem vier por bem.

Cá pela serra

P_20170923_113944.jpg

Não se apega na indiligente pena para escrevinhar (ausência constatada há vários meses), mas também não se faz cera. Mal desponta o astro- rei estremunhado, a fruticultora ensoissa- se no pequeno viridário para colher todos os dias, uma quantidade generosa de frutos e inicia nova atividade agrícola.

Como podem observar o resort destinado às laníferas, depois de devidamente adaptado, serve agora para arrecadar troncos de madeira de castanheiro. O seu destino não será transformá-los em pequenas achas, com o fim de lhes provocar incandescência. Estes foram bafejados pela sorte- vão dar à luz os tão famigerados cogumelos shiitak.  Mas, para que isso aconteça, há todo um procedimento extremamente moroso.

A primeira etapa é adquirir a madeira  que deve permanecer em local limpo e sombreado. Após alguns dias (30 no máximo), os troncos são furados com um berbequim e, em cada furo, introduz-se o micélio ( semente) sendo de imediato selado com cera de abelha. De seguida, a madeira é colocada em pilhas em local com pouca luz, com controle da temperatura e humidade. Algum tempo depois ei-los a despontar fortes e saudáveis,  prontos para os apreciadores desta espécie se deliciarem.

        A elevada procura desta espécie deve-se às suas inúmeras propriedades medicinais. Contendo uma baixa quantidade de gordura estes cogumelos são ricos em vitaminas do complexo B, minerais, carboidratos...  Entre os mais variados benefícios contribuem para:

Emagrecer

Reduzir o colasterol

Combater o cancro e diabetes

Fortalecer o sistema imonológico

Proteger o sistema cardiovascular…

Ressuscitar os mortos não consta na lista.

 

Cozinhados de várias maneiras e feitios manifestaram sempre apetecíveis às papilas gustativas.

Com todo engenho e arte já os preparei grelhados, salteados, refogados, superando as expectativas dos comedores.

Pela notoriedade positiva apregoada após a sua degustação, foram proclamados” O rei das iguarias”.

Se ainda não experimentaram, estejam à vontade. Colham alguns e preparem a vosso gosto.

 

Com votos de um bom banquete  

Benilde

 

1 comentário

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.